madonna faz 60

Madonna faz 60: O legado musical e fashionista da maior diva do pop

Compartilhe

Sim! A rainha do pop Madonna faz 60 anos na última quinta-feira, 16/08, e preparou uma festa sensacional na cidade de Marrakech, capital de Marrocos. O desejo da cantora era guardar segredo sobre o local da festa e até mesmo esconder a temática escolhida, mas nos últimos dias, a própria cantora resolveu revelar o local através da sua conta oficial no Instagram

Após pronunciar-se, diversos fãs foram à loucura na capital marroquina! Muitos se disponibilizaram para recebê-la no aeroporto, criando até diversos eventos no Facebook! Além de prestigiar a chegada da cantora, a imprensa local listou diversos riads (casas com pátio externos e internos) e diversos palácios onde a festa poderia acontecer. Muitos artistas famosos eram esperados, pois não é nada menos que a Madonna quem está fazendo aniversário, não é mesmo?

O quê rolou na festa?

Muito exotismo! Como muitos sabem, a cantora é seguidora da Caballa, não poderia ser diferente! Foram vistos diversos encantadores de serpente e cavaleiros mascarados segurando tochas se misturando aos convidados. Madonna estava repleta de joias e objetos, característica típica de mulheres no país. Vestida a caráter, Madonna curtiu muito a festa. Se jogou em brincadeiras, dançou com cobras e aproveitou tudo sobre a cultura local. A festa também teve participação importante da atriz e dançarina argelina Sofia Boutella. 

Muita música típica do local, muitas castanholas e alguns rirabs (um banjo de apenas três cordas), tambores de mão, embalaram o fervo, mas também houve o momento música eletrônica, quando um grupo apresentou um número pirotécnico. O ambiente lembrava um luau na praia com seus amigos, mas com o endosso e a característica que só Madonna tem.

Madonna faz 60

Madonna 60 anos foto festa

Foto da Festa

 

Madonna: O ícone pop que veio para revolucionar

Lembrar de Madonna, é como viajar ao passado e aterrizar diretamente nos anos 80. É praticamente impossível não associar os diversos looks e penteados da época à característica marcante e provocante da cantora. Madonna surgiu para o mundo muito nova, com apenas 24 anos já desbancava artistas consagradas e cravava seu lugar em um cenário cada vez mais liberal e provocativo nos anos 80. 

Seus figurinos e sua aparência caricata também ajudaram a artista. Seus dentes separados e suas sobrancelhas grossas contrastavam com o rostinho angelical e a postura ética de cantoras naquela época. Madonna queria mais. Ela queria chocar a sociedade e provocar! Conseguiu. Foi pioneira em tratar assuntos, como: liberdade sexual, igualdade de gêneros, direitos da mulher é ícone LGBTQ+ na época. Mas o que mais chamava atenção na época e o que mais atingia um número maior de pessoas, eram seus looks.

Meia arrastão e crucifixo: Madonna e a moda

Falar de Madonna e não citar meia arrastão é um ultraje ao maior ícone pop da história. Mas, o que poucos sabem, é que a artista tinha fortes inspirações, como: Marilyn Monroe e Debbie Harry. Grandes ícones “Blond Hair” da história americana que pouco se assemelham com o visual de Madonna. Claro, sem falar no seu muso maior: David Bowie. 

Todos os especialistas pesquisados, consideram a parceria com o estilista Jean Paul Gaultier, uma das heranças mais representativas na carreira da artista e para o mundo da moda em si. Quem não lembra do icônico corset com sutiã em formato de cone? Mudou para sempre o mundo da moda e inspirou outras versões de lingerie. Vale lembrar também, que a peça foi criada em 1985, sendo utilizada apenas em 1990, como figurino da turnê “Blond Ambition”.

Na época, a artista era tomada por um forte sex appeal, encantando a todos onde passava com sua turnê. Após diversas revistas e editoriais ressaltarem a beleza da peça e o design da mesma, diversas lojas ao redor do mundo resolveram investir e trazê-las para as suas lojas. O shape mais famoso, é quando foi reproduzido em diversos modelos de sutiãs, sendo utilizado por diversas atrizes de Hollywood e levado às residências de donas de casa nos Estados Unidos. Todo mundo queria sentir-se Madonna, pelo menos uma vez.

Madonna e as makes: Quem disse que não pode usar sombra colorida?

No auge da sua carreira, na metade dos anos 80, era muito comum nos depararmos com Madonna utilizando sombras de marcas poderosas e muito coloridas. Mas nem sempre foi assim, principalmente no começo de sua carreira, diz sua ex maquiadora Debi Mazer em uma entrevista para a revista Allure:

“Não havia muito dinheiro na época, então nós comprávamos diversas roupas em brechós e as maquiagens nas farmácias mais baratas. Madonna tinha a pele perfeita, tinha 20 e poucos anos. O público nem ligava também. Eles só queriam dançar a música dela”

Com  o tempo, a fama da cantora foi subindo de forma exponencial, fazendo com que os visuais fossem mais profissionais e de qualidade superior. Como os shows pediam muito da cantora, para evitar a sua transpiração excessiva, eram trocadas suas sombras por olhos mais delineados e um batom bem chamativo. Além de aproveitar o produto labial para dar um ar saudável à Madonna. 

Vale lembrar que os blushes da época não tinham a fixação ideal para duas horas de apresentação, conta Debi Mazer.  Fato importante e marcante na carreira da cantora, era a sobrancelha, intocável na make da diva pop e que só sairia de cena na década seguinte: Debi diz ter tentado fazer a sobrancelha da cantora, mas ela sempre foi contra. Dizia que era a única herança latina que ainda obtinha.

Pouco diva, não é?

 

Comentários ()