Cobertura na maquiagem

Saiba qual cobertura usar no rosto em cada ocasião

Compartilhe

Para a maioria das mulheres, escolher a maquiagem certa é um dilema. Quando trata-se de ocasiões diferentes, a dificuldade fica ainda maior. Existem diversos produtos para área do rosto: primer, base, corretivo, contorno, iluminador, sombra, lápis, rímel, delineador, batom, blush e bronzer, no entanto, o tipo de cobertura ideal para a pele é uma grande dúvida. Além das diferenças de componentes, algumas são mais apropriadas para certos períodos (dia e noite) ou momentos (festa, trabalho e lazer).

A base é usada na maquiagem para uniformizar a pele e camuflar algumas imperfeições. Além disso, o produto proporciona uma durabilidade maior dos produtos que são aplicados a seguir, como corretivo, iluminador, etc.

Como citamos, escolher o tipo certo de base depende de diversos fatores, como por exemplo o tipo de pele. Uma pele oleosa, deve investir em bases nas versões em pó e mousse; por outro lado, as bases líquida e cremosa, respectivamente, são indicadas para peles secas.

Conheça as diferenças entre as bases

Base líquida: Tem acabamento levinho e natural e deixa a pele com viço, com uma textura brilhante, e o resultado passa longe do opaco. É indicada para todos os tipos de pele, sobretudo de normal a seca, só que bem mais eficaz quando o rosto possui poucas imperfeições.

Base em pó: Ideal para peles oleosas porque tira o brilho do rosto. Contudo, não proporciona tanta cobertura, pois é indicada para o acabamento da maquiagem.

Base cremosa: As suas características são bem semelhantes com as da base líquida: indicada para peles secas. Contudo, tem absorção rápida e longa duração, além de cobrir manchas superficiais. Uma de suas vantagens é que, bem aplicada, não provoca o temido efeito craquelado.

Base em mousse: Comparada à versão em pó, essa base é mais leve, mas também indicada para peles oleosas.

Porém, não só as bases fazem parte da lista de coberturas que a mulher pode investir na pele. Outras, como BB Cream e CC Cream, também estão no nécessaire de muitas delas.

BB Cream: Beauty Balm ou Blemish Balm

FUNÇÃO: Disfarçar

O produto pode ser usado em qualquer tipo de pele, porém nem sempre substitui a base. Por ter uma cobertura mais leve, não cobre totalmente as imperfeições. Em contrapartida, reúne características de tratamento como proteção solar, hidratação e fator antioxidante.

CC Cream: Color Correcting Cream

FUNÇÃO: Corrigir tom

É a versão do BB Cream com correção (Color Corrector), que faz a correção de cor, como palidez e vermelhidão, em cima da região. É recomendado para peles marcadas e manchadas.

A cobertura ideal para cada ocasião

Dia

O BB Cream, base líquida e pó compacto (média e alta cobertura) são os mais recomendado para o dia por dois motivos. Primeiro, porque pela fácil aplicação do produto. Segundo, seu efeito é mais leve, deixando a pele com aparência natural. Além disso, a maioria dos produtos protege a região do rosto contra os efeitos negativos do sol. O produto também é indicado para a make de trabalho.

Lazer

Vai ao parque? Aposte na base matte! Por ser um ambiente em que geralmente ficamos expostos ao sol, ela ajuda a pele a não ficar com aparência oleosa – ou seja, bem sequinha e impecável. Por outro lado, se a intenção for transmitir um aspecto mais natural, o BB Cream continua sendo a melhor opção.

Noite

Para curtir uma festa ou balada, a base cremosa ou base mousse são perfeitas. Você pode curtir a noite inteira sem preocupações, já que elas tem uma boa duração e não proporcionam o temido efeito craquelado.

Sem contar, as diferenças de coberturas das bases. Elas também são categorizadas em leve, média e alta. Assim, cada uma age de forma diferente na pele. Por essa razão, é importante ficar atento às características.

Cobertura leve: Como o nome próprio já diz, seu efeito na pele é mais leve, ou seja, não cobre boa parte das imperfeições, como espinhas, olheiras e manchas. No dia a dia, esse tipo de cobertura é perfeita.

Cobertura média: Cobre boa parte das imperfeições e ainda deixa o aspecto natural. Apostar nessa cobertura no dia a dia também é uma escolha inteligente, sobretudo em trabalhos que precisam lidar com o público.

Cobertura alta: Quase que obrigatoriamente, ela deve cobrir todas as imperfeições da pele. Contudo, por ser mais densa e grossa, é necessário alguns cuidados para não deixar a aparência artificial.

Os maiores erros ao usar uma cobertura
Os maiores erros ao usar uma cobertura

Aproveite e fique por dentro dos principais erros na hora de passar a base que acabam com a maquiagem. Entre eles, estão:

 

  • Não preparar a pele antes: Independentemente se a pele é seca ou oleosa, limpá-la e hidratá-la antes do processo é importantíssimo.
  • Passar a base no rosto todo: Desnecessário! O ideal é usá-la em pontos necessários, onde há mais imperfeições. Caso contrário, poderá transmitir uma maquiagem artificial.
  • Usar a base para “bronzear” o rosto: Algumas mulheres usam o tom da base mais escuro que a pele para dar um aspecto bronzeado. Na verdade, a prática deixa a make artificial.
  • Usar o pincel errado: Escolher a base certa e ter uma boa prática não são suficientes. O pincel duro, mole demais ou muito espesso pode colocar o seu trabalho por água abaixo. Por isso, a dica é sempre testar antes de aplicar no rosto.

 

 

Comentários ()