tendência ao natural

Da alimentação ao make: a tendência ao natural cresce no mundo

Compartilhe

Parece que a sociedade atualmente vive uma dualidade. De um lado, o mundo virtual, local onde as pessoas conversam, compartilham e interagem em ambiente que, na verdade, não é tão real assim. D’outro, a busca pelo natural, que indica o reencontro com a realidade. Embora pareça um embate, como se as duas ideias estivessem em lados opostos, o mundo virtual e o natural, na verdade, se completam.

O que contribui para este pensamento de dualidade é a crença de que o mundo virtual fez surgir a superficialidade e o irreal. Estes dois, porém, já existiam. Graças à internet, muitos padrões foram desconstruídos, permitindo às pessoas a serem como são. Chega-se à conclusão, então, que o virtual fez uma rota completamente contrária ao do esperado e inspirou boa parte da tendência ao natural.

Com a internet, as pessoas estão mais expostas às informações, por isso, a tendência ao natural cresce no mundo. A partir do conhecimento, elas percebem o que faz mal à saúde e como podem ser naturais em uma sociedade que ainda se enquadra em padrões.

Apesar da TV ainda concentrar parte de influência sobre o comportamento da massa, a web tem uma força surpreendente. O que antes uma grande tela com poucos canais influenciava para caminhos duvidosos, hoje uma pequena tela de smartphone leva às escolhas mais inteligentes. A informação faz a diferença.

A busca pelo natural cresceu porque as pessoas cansaram de beber de fontes artificiais. É um retorno à raiz; ao cultivo; ao alimento sem conservantes e agrotóxicos; à suficiência da beleza natural; a tendência ao natural está presente em diversas esferas da sociedade.

A tendência ao natural se espalha

Alimentos orgânicos

Quanto aos alimentos, foi comprovado por pesquisas que cresce o número de brasileiros que buscam por produtos saudáveis e funcionais à base de ingredientes naturais. É uma descontinuação de um comportamento trazido dos EUA, que prioriza o fast-food e industrializados. A indústria de alimentos admite que já iniciou mudanças para atender aos “novos consumidores”.

Ser de verdade

Já em relação ao mundo da moda, o natural tem a ver com a verdade. Há alguns anos era difícil alguma mulher se identificar com uma modelo em comerciais e revistas. Era um padrão inalcançável. Essa ideia mudou ao longo dos anos com acesso à informação. As grandes marcas de vestuário começaram a notar que faltava representatividade para as mulheres que não se enquadram no “padrão” e começaram a investir em diversidade. Neste caso, a tendência ao natural significa amar-se e aceitar-se do jeito que é, sem constrangimento.

Imagem da campanha All Woman Project
Imagem da campanha All Woman Project, que reforça a diversidade

Beleza natural

Com o make, não é diferente. Nos últimos dois anos, a tendência matte dominou a bolsa das mulheres. A maquiagem permite um rosto impecável, com rosto de boneca. Em 2018, por sua vez, a tendência ao natural invadiu e desconstruiu tudo. As mulheres querem eliminar toda a ideia de perfeição, reforçando a ideia que a própria beleza é suficiente.

Indo por esse caminho que surge a maquiagem fresh, que, como o próprio nome já revela, traz um conceito de frescor e suavidade. Além disso, o principal destaque é o realce à beleza natural. A técnica não tem como objetivo realizar muitas correções, como afinar o rosto, por exemplo. É a grande aposta para este ano.

Maquiagem natural

Produtos com ingredientes naturais

Outro destaque na tendência ao natural é a exigência de ingredientes naturais nos produtos de tratamento de beleza. As pessoas não querem mais utilizar substâncias duvidosas na pele. Com este novo consumidor, a indústria da beleza já consegue atender aos pedidos. O lançamento Dior para peles mais jovens é um exemplo. Ele possui 88% dos ingredientes naturais em sua fórmula, entre eles o extrato de íris, que aumenta o poder antioxidante da pele, e malha de plantas naturais.

Comentários ()